© 2018 por PREPARANDOS

     Criado por:

ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio ou Enem como é mais conhecido é uma prova elaborada pelo Governo Federal, mais precisamente o Ministério da Educação, para verificar o domínio de competências e habilidades dos estudantes após concluírem o ensino médio. Além disso, a prova também é importante para o estudante que deseja fazer parte de alguns programas governamentais.

O Exame Nacional do Ensino Médio ou Enem como é mais conhecido é uma prova elaborada pelo Governo Federal, mais precisamente o Ministério da Educação, para verificar o domínio de competências e habilidades dos estudantes após concluírem o ensino médio. Além disso, a prova também é importante para o estudante que deseja fazer parte de alguns programas governamentais.

O Exame foi criado em 1998 e seu objetivo era averiguar a qualidade do ensino médio no país. Porém, no decorrer dos anos, o exame ganhou a função de selecionar estudantes para os cursos superiores de faculdades e universidades federais.

Uma das vantagens de se fazer o Enem, é conseguir fazer parte de alguns programas governamentais como o Programa Universidade Para Todos (Poruni). Só pode se candidatar ao Prouni quem fez Enem, por exemplo.

As bolsas do programa são distribuídas conforme as notas obtidas pelos candidatos que fazem o Enem. Assim, os estudantes com as melhores notas têm mais chances de conseguir a bolsa em sua primeira opção de curso e instituição.

Mas para se candidatar a uma bolsa do Prouni, o aluno além de ter a nota mínima no Enem precisa também:

  • Ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa;

  • Ter, o estudante, cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral.

É também por meio do Enem que o estudante pode fazer parte de outros programas além do Prouni como o Sistema de Seleção Unificada (SISU) e o Ciência sem Fronteiras.

Para que serve o Enem?

O principal objetivo do Exame é avaliar o desempenho acadêmico ao fim do ensino médio. Mas, além disso, ele tem uma série de funções. Desde 2009, o Enem é uma espécie de vestibular nacional para as universidades públicas.

Com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio, o estudante pode se inscrever no Sisu. Esse sistema foi criado pelo governo para selecionar alunos para as instituições públicas de ensino superior.

Além de poder se inscrecer no Sisu, os estudantes também podem utilizar o Enem para conseguir uma bolsa de estudos em uma universidade particular por meio do Prouni. Este outro programa do governo oferece bolsas de estudo parciais de 50%. Nos casos de estudantes de baixa renda, a bolsa pode chegar a ser integral.

Uma outra forma do estudante poder entrar na faculdade por meio do Enem, é através do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), outro programa governamental que concede bolsas como uma forma de empréstimo ao estudantes que não tem condições de pagar as mensalidades da graduação. Ao completar o curso superior, o aluno paga a dívida ao governo, com juros mais baixos.

Respostas sobre Enem 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mobiliza, todos os anos, cerca de 7 e 9 milhões de estudantes, entre jovens e adultos, a se inscreverem para fazer a prova e garantir uma vaga em universidades públicas e privadas do país. O exame é tido como uma referência para se candidatar às vagas disponibilizadas pelos programas sociais do Governo Federal, como o ProUni, Fies e Sisu, que ofertam bolsas de estudos integrais ou parciais, além de financiamento em cursos superiores.

Porém, desde 2017, o aluno não pode mais, conseguir o certificado através da prova. O Enem tem o objetivo de avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil e oferecer a oportunidade de ingresso no Ensino Superior de forma mais democrática e simplificada para estudantes, principalmente aqueles de baixa renda e que não podem arcar com os custos financeiros de uma universidade ou faculdade.

No Enem 2017, houveram algumas mudanças acerca da estrutura da prova, que deverá ser moldada de acordo com a reforma do Ensino Médio, a qual o projeto de lei ainda está em debate no atual momento no país. É claro que ainda não é possível saber quais são elas, mas, segundo a presidente do Inep, Maria Inês Fini, como haverá alterações na flexibilização do currículo escolar dos estudantes, serão necessárias também, em caso de aprovação da reforma, mudanças na estruturação pedagógica, metodológica, científica e de medida do exame.

No entanto, enquanto a aprovação do projeto de lei da reforma do Ensino Médio não acontece, as normas de aplicação e correção do Enem 2017 seguiram sendo as mesmas da edição de 2016,  com base nas normas atuais, responderemos as principais dúvidas em relação ao exame:

Como funciona o Enem?

Do mesmo modo que as edições anteriores, o Enem contará com uma prova de 180 questões, elaborada a partir de conteúdos referentes às disciplinas cursadas durante todo o Ensino Médio. Elas deverão ser divididas em quatro grandes grupos: Linguagens, Códigos e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias e Ciências Humanas e suas tecnologias, cada caderno com 45 questões.

O exame é aplicado em dois dias, sábado e domingo. No primeiro dia, os estudantes deverão responder às questões dos cadernos de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia) e terão 4h30 para fazê-las.

No segundo dia, as provas serão às de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira – Inglês ou Espanhol, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação) e Matemática e suas Tecnologias (Matemática), além da redação. Por isso, o candidato terá 5h30 para terminar a prova.

 

Quem pode fazer a prova?

Qualquer pessoa que esteja concluindo o Ensino Médio ou, que já tenha concluído.

Quem perde a prova no primeiro dia pode fazer no segundo?

Sim. Do mesmo modo que as edições anteriores, o Enem também permitirá que os candidatos que perderam a prova no primeiro a façam no segundo dia, e vice-versa. No entanto, a nota obtida não será aceita nos programas sociais do Governo Federal, como ProUni, Sisu e Fies.

Posso mudar o local onde vou fazer a prova?

A solicitação para alteração do local da prova do Enem só poderá ser feito durante o período de inscrições. Quando terminar o prazo, não será mais possível pedir a mudança de endereço. Por isso, fique atento!

Perdi a senha de acesso ao site do Enem. E agora?

Não tem problema. Se isso acontecer com você, basta pedir a recuperação de senha no site do Inep, na página do participante. Ela deverá ser encaminhada novamente no seu endereço de e-mail ou celular (via SMS) que você informou no ato da inscrição.

Que documentos preciso levar no dia da prova?

O documento exigido para fazer a prova do Enem é de identificação original com foto. São eles a identidade (RG), que pode ser expedida pelas secretarias de segurança pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pela Polícia Federal; identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados; identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenham validade como documento de identidade; carteira de trabalho e previdência social, emitida após 27 de janeiro de 1997; certificado de dispensa de incorporação; certificado de reservista; passaporte; CNH (Carteira Nacional de Habilitação) com fotografia; identidade funcional.

E se o meu documento estiver vencido?

O candidato que apresentar documento vencido no dia da prova ou com foto e assinatura de difícil identificação poderá fazer a prova normalmente, desde que passe por uma identificação especial, nas quais são coletados seus dados e sua assinatura em um formulário próprio.

Qual é o material permitido para fazer a prova?

O único material permitido para fazer a prova do Enem é uma caneta esferográfica de cor preta, fabricada em material transparente. Lápis, calculadora, borracha, lapiseira, livros ou quaisquer outros objetos podem acarretar na eliminação do candidato.

Quando sai o gabarito do Enem?

O gabarito do Enem poderá ser acessado em até 72 horas após a realização das provas. Para consultá-lo, você deverá acessar o site do http://www.inep.gov.br/. Geralmente, o resultado sai na quarta-feira seguinte ao fim de semana em que foi realizado a prova.

Como é feita a correção das provas?

Até o momento, o Enem terá a mesma correção das provas das edições anteriores. As provas serão corrigidas a partir do método TRI (Teoria de Resposta ao Item), onde as notas não são atribuídas apenas pela quantidade de erros e acertos, mas também é levada em conta a qualidade das respostas dos candidatos.

Por exemplo, é muito comum ver candidatos com o mesmo número de acertos, mas receberem notas diferentes. Isso acontece porque o método TRI atribui pesos diferentes às perguntas, que possuem graus de dificuldades alto, médio e baixo. Portanto, se você quer fazer um curso superior específico, tente tirar uma melhor nota nas disciplinas que interessam para o curso. Nas questões objetivas, é possível que o candidato consiga alcançar até mais de 1.000 pontos de proficiência.

Como é feita a correção da redação?

A prova de redação vale até 1.000 pontos. São dadas notas de 0 a 200 para cada uma das competências exigidas: domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreensão da proposta da redação; seleção, compreensão, organização e interpretação das informações; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção do argumento e elaboração de proposta em relação ao tema apresentado.